Perfil Corporativo

A Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. – CELESC é uma das maiores empresas do setor elétrico brasileiro, com destaque nas áreas de distribuição e geração de energia. Estruturada como Holding em 2006, a Empresa possui duas subsidiárias integrais – a Celesc Geração S.A. e a Celesc Distribuição S.A. Além disso, detém o controle acionário da Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGÁS) e é sócia das empresas Dona Francisca Energética S.A. (DFESA), Empresa Catarinense de Transmissão de Energia S.A. (ECTE), Companhia Catarinense de Água e Saneamento (CASAN) e do projeto da Usina Hidrelétrica Cubatão S.A.

Seu acionista majoritário é o Estado de Santa Catarina, detentor de 50,2% das ações ordinárias da Companhia, correspondentes a 20,2% do Capital Total.

Celesc Distribuição S.A.

A empresa leva energia para mais de 2,8 milhões de unidades consumidoras localizadas em 264 municípios catarinenses (92% do território do estado) e em Rio Negro, no Paraná. A empresa ainda é responsável pelo suprimento de energia elétrica para o atendimento de quatro concessionárias e 16 permissionárias, que atuam nos demais municípios catarinenses.

A Celesc Distribuição é a 2ª maior arrecadadora de ICMS de Santa Catarina e a 6ª maior distribuidora de energia elétrica brasileira em receita de fornecimento, a 7ª em volume de energia distribuída e a 10ª em número de unidades consumidoras . Mensalmente, a empresa distribui mais de 1,8 milhões de MWh e seu faturamento bruto anual alcançou a casa de R$10,4 bilhões em 2016.

Celesc Geração S.A.

A Celesc Geração é a subsidiária do Grupo Celesc que atua no segmento de geração de energia elétrica, através da operação, manutenção e expansão do parque próprio de geração e da participação em empreendimentos de geração de energia em parcerias com investidores privados.

Em 30 de setembro de 2017, a empresa possuía um parque gerador próprio formado por 12 usinas, sendo 08 Pequenas Centrais Hidrelétricas – PCHs e 04 Centrais Geradoras Hidrelétricas – CGHs. Além disso, a empresa detém participação minoritária em mais 08 PCHs desenvolvidas em parceria com investidores privados, no formato de Sociedades de Propósito Específico – SPE. A capacidade total de geração da Celesc Geração em operação no período foi de 114,8 MW, sendo 106,75 MW referentes ao parque próprio e 8,05 MW referentes ao parque gerador estabelecido com parceiros – já proporcionalizada à participação acionária da Celesc Geração nestes empreendimentos. O quadro a seguir, apresenta as PCHs de propriedade 100% da Celesc Geração:

Parque Gerador Próprio | 100% da Celesc Geração S.A.

Usinas Localização Termo Final da
Concessão
Potência Instalada (MW) Garantia Física(MW)
PCH Pery* Curitibanos – SC 09/07/2047 30,00 14,08
PCH Palmeiras Rio dos Cedros – SC 07/11/2046 24,60 16,70
PCH Bracinho Schroeder – SC 07/11/2046 15,00 8,80
PCH Garcia Angelina – SC 07/07/2045 8,92 7,10
PCH Cedros Rio dos Cedros – SC 07/11/2046 8,40 6,75
PCH Salto Blumenau – SC 07/11/2046 6,28 3,99
PCH Celso Ramos Faxinal dos Guedes – SC 17/03/2035 5,40 3,80
PCH Caveiras Lages – SC 10/07/2018 3,83 2,77
CGH Ivo Silveira Campos Novos – SC ** 2,60 2,03
CGH Rio do Peixe Videira – SC ** 0,52 0,50
CGH Piraí Joinville – SC ** 0,78 0,45
CGH São Lourenço Mafra – SC ** 0,42 0,22
Total – MW 106,75 67,19

(*) Concessão prorrogada por mais 30 anos, passando a vigorar em 10 de julho de 2017.
(**) Usinas com potência inferior a 3 MW estão dispensadas do ato de concessão.

Em novembro de 2015, a Celesc Geração foi vencedora do Leilão 12/2015, adquirindo a outorga da concessão, pelo prazo de 30 anos, das Usinas Hidrelétricas integrantes do LOTE C, onde foram arrematadas as Usinas Hidrelétricas Bracinho, Garcia, Cedros, Salto e Palmeiras. Conforme o Comunicado ao Mercado de 25 de novembro de 2015, o referido Leilão foi realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), em conformidade com a Lei nº 12.783, de 11 de janeiro de 2013, alterada pela Medida Provisória nº 688, de 18 de agosto de 2015, para contratação de concessões de Usinas Hidrelétricas em Regime de Alocação de Cotas de sua Garantia Física de Energia e de Potência às concessionárias e permissionárias de serviço público de distribuição de energia elétrica do Sistema Interligado Nacional – SIN.

A empresa, como mencionado acima, participa de Sociedades de Propósito Específico que viabilizam novos empreendimentos na qual a Celesc Geração detém participação minoritária. A seguir estão listados os novos empreendimentos que já estão em operação:

Empreendimentos em operação – Celesc Geração S.A. detém participação minoritária

Usinas Localização Termo Final da Concessão Potência Instalada (MW) Garantia Física (MW) Participação Celesc Geração Equivalente Potência Instalada (MW) Equivalente Garantia Física (MW)
PCH Rondinha Passos Maia/SC 05/10/2040 9,60 5,48 32,5% 3,12 1,78
PCH Prata Bandeirante/SC 05/05/2039 3,00 1,68 26,0% 0,78 0,44
PCH Belmonte Belmonte/SC 05/05/2039 3,60 1,84 26,0% 0,94 0,48
PCH Bandeirante Bandeirante/SC 05/05/2039 3,00 1,76 26,0% 0,78 0,46
PCH Xavantina Xanxerê/SC 07/04/2040 6,08 3,54 40,0% 2,43 1,42
Total – MW 25,28 14,30 8,05 4,57

Nos últimos anos, norteada pelo posicionamento estratégico de aumentar a capacidade de geração própria, a Empresa passou a investir na repotenciação das usinas próprias e na expansão das parcerias para viabilizar projetos que visam à construção de novos empreendimentos, incluindo a diversificação da matriz energética. As tabelas abaixo apresentam outros empreendimentos em desenvolvimento pela companhia e os respectivos estágios:

Empreendimentos em desenvolvimento – Celesc Geração S.A. detém 100%

Usinas Localização Termo Final da Concessão Potência Instalada (MW) Garantia Física (MW) Acréscimo de Potência (MW) Acréscimo de Garantia (MW) Potência Final (MW) Garantia Física Final (MW) Data prevista de
entrada em operação
STATUS
PCH Celso Ramos Faxinal dos Guedes/SC 17/03/2035 5,62 3,80 7,20 3,76 12,82 7,56 Jul/18 Aprovações interna
PCH Salto Blumenau/SC 07/11/2046 6,28 3,99 23,70 12,41 29,98 16,40 N/D** Projeto em Análise na ANEEL
PCH Cedros Etapa 1 Rio dos Cedros/SC 07/11/2046 8,40 6,75 3,50 1,07 11,90 7,82 N/D** Estudo de Inventário
PCH Cedros Etapa 2 Rio dos Cedros/SC 07/11/2046 8,40 6,75 1,00 0,64 9,40 7,39 N/D** Estudo de Inventário
PCH Palmeiras Rio dos Cedros/SC 07/11/2046 24,60 16,70 0,75 0,48 25,35 17,18 N/D** Estudo de Inventário
CGH Maruim São José/SC * 1,40 *** 1,40 *** 1,40 *** Jan/19 Licenciamento Ambiental (LAI)
Total – MW 44,90 31,24 37,55 18,36 82,45 45,61

* Usinas com potência inferior a 3MW estão dispensadas do ato de concessão.
** Depende de trâmites regulatórios.
*** Definido com a revisão do projeto em andamento. Usina desativada desde a década de 1970.

Empreendimentos em desenvolvimento | Celesc Geração S.A. detém participação minoritária

Usinas Localização Termo Final da Concessão Potência Instalada (MW) Garantia Física (MW) Participação Celesc Geração Equivalente Potência Instalada (MW) Equivalente Garantia Física* (MW) Data prevista de entrada em operação Status
PCH Painel São Joaquim/SC 18/03/2043 9,20 4,80 32,5% 2,99 1,56 N/D Revisão de Projeto
PCH Campo Belo Campo Belo do Sul/SC 19/05/2044 9,95 4,13 30,0% 2,99 1,24 N/D Revisão de Projeto
PCH Garça Branca Anchieta/SC 13/03/2043 6,50 3,40 49,0% 3,19 1,67 1S18 Obra iniciada no 1S15
Total – MW 25,65 12,33 9,16 4,47

Todas as usinas do parque gerador próprio, a Companhia Energética Rio das Flores e a Xavantina Energética participam do MRE (Mecanismo de Realocação de Energia), sistema utilizado para transferir energia daquelas usinas que produziram em excesso, acima da garantia Física, para as que produziram abaixo, mitigando risco de geração.

Como divulgado no Comunicado ao Mercado em 24.04.2017, o Consórcio Aliança, formado pela EDP – Energias do Brasil, com participação de 90,00%, e pela Celesc Geração, com participação de 10,00%, venceu a disputa pelo lote 21 do Leilão nº 05/2016 da ANEEL, referente à Licitação para a Concessão de Serviço Público de Transmissão de Energia Elétrica, incluindo a Construção, Operação e Manutenção das Instalações de Transmissão do Sistema Interligado Nacional, que aconteceu na B3, ao oferecer um deságio de 34,99%, ou uma proposta de receita anual permitida (RAP) de R$ 171,824 milhões, ante o valor máximo de R$264,343 milhões estabelecido pela Aneel. As condições obtidas no leilão resultam em uma rentabilidade de 12% real acionista, acima da meta estabelecida no Plano Diretor da Companhia (10%).

O Lote 21 foi o terceiro maior projeto ofertado no leilão, e demanda investimentos previstos da ordem de R$ 1,125 bilhão. É composto por diversas instalações no estado de Santa Catarina, incluindo três linhas de transmissão de 525 kV (Abdon Batista – Siderópolis 2, com 261 quilômetros; Biguaçu – Siderópolis 2, com 149 quilômetros; e Campos Novos – Abdon Batista, com 39 quilômetros); duas linhas de 230 kV (Siderópolis 2 – Forquilhinha, com 28 quilômetros; e Siderópolis 2 – Siderópolis, com 7,5 quilômetros), além da subestação 525/230 kV Siderópolis 2. As instalações visam à expansão do sistema da região sul do estado de Santa Catarina, reduzindo a dependência do despacho térmico local. O prazo para a execução das obras é de 60 meses e a entrada em operação comercial determinada é para agosto de 2022, com possibilidade de antecipação.

A tabela abaixo resume as principais informações do empreendimento:

Transmissora Localização Termo Final da Concessão Km Linha Subestações Data prevista de entrada em operação Status
EDP Transmissão Aliança SC Santa Catarina 11/08/2047 485 1 11/08/2022 Licenciamentos

SCGÁS

A SCGÁS é a 2ª maior distribuidora de gás canalizado em número de municípios atendidos no Brasil. Santa Catarina é o 3° Estado com maior rede de distribuição de gás natural (1.094 quilômetros) e o 3º com maior número de indústrias atendidas com gás natural (227), além de ter a 3ª maior rede de postos de gás veicular (GNV) do país (62).

Com 100% da concessão para exploração dos serviços de distribuição de gás natural no território catarinense, a empresa comercializa e distribui, diariamente, cerca de 1,8 milhão de metros cúbicos de gás natural para cerca de 8,9 mil clientes. A SCGÁS possui contrato de concessão para exploração dos serviços de distribuição de gás canalizado, firmado em 28 de março de 1994, com vigência de 50 anos (2044).

Demais Participações

Empresa Catarinense de Transmissão de Energia – ECTE

Constituída com o propósito específico de explorar linhas de transmissão de energia elétrica nas regiões Sul, Sudeste e litoral de Santa Catarina, a empresa é concessionária da LT SE Campos Novos – SE Blumenau, com 252,5km de extensão. A linha é responsável pelo transporte de cerca de 20% da energia assegurada para suprimento da demanda na área de concessão da Celesc Distribuição. Em dezembro de 2011, a empresa adquiriu em leilão o direito de construir as subestações Abdon Batista (525/230kV) e Gaspar (230/138kV), através da subsidiária Empresa de Transmissão Serrana S.A. – ETSE. Essas linhas foram energizadas em janeiro de 2015 e março de 2015 respectivamente. A controlada em conjunto ECTE, detém contrato de concessão de transmissão de energia elétrica datado de 1º de novembro de 2000 com prazo de vigência de 30 anos. Para a sua subsidiária ETSE, o contrato de concessão de transmissão de energia elétrica tem data de 10 de maio de 2012 com prazo de vigência de 30 anos. A Celesc detêm 30,88% do Capital Social da Empresa, conforme gráfico abaixo:

Dona Francisca Energética S.A – DFESA

Concessionária produtora independente de energia elétrica, a DFESA é proprietária da Usina Hidrelétrica Dona Francisca, construída no rio Jacuí, no Rio Grande do Sul, com capacidade instalada de 125MW e energia assegurada de 80MW. O empreendimento foi inaugurado em maio de 2001. A coligada DFESA, detém contrato de concessão datado de 28 de agosto de 1998 com prazo de vigência de 35 anos. A Celesc detém 23,03% do Capital Social da empresa, conforme gráfico abaixo:

Companhia Catarinense de Água e Saneamento – CASAN

Sociedade de economia mista de capital aberto, controlada pelo Governo do Estado de Santa Catarina, a função da CASAN é planejar, executar, operar e explorar os serviços de abastecimento de água potável e saneamento na sua área de concessão. Atualmente, os serviços prestados pela empresa abrangem 201 municípios no Estado de Santa Catarina e 1 no Paraná, atendendo uma população de 2,5 milhões de consumidores com água tratada e 319 mil com coleta, tratamento e destino final de esgoto sanitário. A Celesc é detentora de 15,48% do Capital Social total da Empresa, tanto das ações ordinária quanto preferencial conforme gráfico abaixo:

Usina Hidrelétrica Cubatão S.A.

Sociedade de Propósito Específico constituída em 1996 para implantação da Usina Hidrelétrica Cubatão, na região de Joinville (SC), com potência instalada de 50MW. Com o histórico dos entraves ambientais, indeferimento ao pleito de postergação do período de concessão e consequente inviabilidade econômica para o desenvolvimento do projeto, o empreendimento solicitou ao órgão regulador a rescisão amigável do Contrato de Concessão nº 04/1996 (Processo ANEEL nº 48100.003800/1995-89). A Celesc possui 40% do Capital Social da Empresa, conforme abaixo:


Atualizado em 13 dezembro 2017.